1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Cunha quer CPI para investigar infiltrados em protestos

EDUARDO BRESCIANI - Agência Estado

14 Fevereiro 2014 | 20h 17

O líder do PMDB, deputado Eduardo Cunha (RJ), vai coletar assinaturas para uma Comissão Parlamentar de Inquérito unindo Câmara e Senado para investigar a relação de vândalos infiltrados em protestos com partidos políticos. A iniciativa tem como base a declaração do auxiliar de limpeza Caio Silva de Souza, preso pela morte do cinegrafista Santiago Andrade, de que recebia dinheiro para participar de protestos.

"A dúvida que a sociedade quer ver esclarecida é quais são os diretórios regionais e partidos políticos ou parlamentares que estão por trás disso tudo", diz Cunha. "Precisamos urgente de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) no Congresso Nacional para que possamos investigar esse tipo de situação", complementa.

Em seu depoimento à polícia, Caio citou o PSOL e o PSTU, além da Frente Independente Popular (FIP), como organizações que fariam os pagamentos. O pagamento seria de R$ 150,00. Os partidos negam apoiar atos de violência.

A proposta de Eduardo Cunha tem boas chances de avançar porque tiraria os políticos tradicionais na defensiva no debate sobre manifestações. No caso do Rio de Janeiro, o governador Sérgio Cabral, correligionário de Cunha, é um dos principais alvos dos protestos. Na Câmara, deputados petistas acompanham com atenção as denúncias de interesses políticos nas manifestações por entender que um debate nesta direção pode retirar a força dos protestos durante a Copa do Mundo e evitar danos a presidente Dilma Rousseff em ano eleitoral.

Parlamentares ligados às polícias também apoiam a ideia. O deputado Fernando Francischini, líder do Solidariedade e delegado da Polícia Federal, também defende a "CPI do Black Bloc" e anunciou que vai coletar assinaturas na Câmara. No caso de uma CPI só de deputados, no entanto, seria necessário aguardar a fila para a instalação, enquanto uma CPI mista, incluindo o Senado, teria instalação automática.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo