1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Dilma assistirá Brasil no estádio e Aécio terá programação eclética na 1ª fase da Copa

JEFERSON RIBEIRO - Reuters

04 Junho 2014 | 19h 15

A presidente Dilma Rousseff pode ser a única dos três principais pré-candidatos à Presidência a assistir jogos da seleção brasileira no estádio, pelo menos na primeira fase da Copa do Mundo, enquanto o pré-candidato tucano à Presidência, senador Aécio Neves (MG), deve ter uma programação eclética.

Dilma marcará presença na estreia do Brasil no dia 12, contra a Croácia, na abertura do Mundial, em São Paulo, quando tradicionalmente os chefes do Estado que sediam o evento comparecem.

   Já os jogos contra o México, em Fortaleza, e Camarões, em Brasília, Dilma deve acompanhar pela TV, no Palácio da Alvorada, segundo uma fonte do governo.

   Enquanto isso, Aécio vai aproveitar a Copa do Mundo para se aproximar dos eleitores numa programação variada na caminhada do Brasil rumo ao hexacampeonato mundial.

   O primeiro jogo, contra os croatas, o tucano vai acompanhar ao lado da esposa, Letícia Weber, que está hospitalizada no Rio de Janeiro para repouso e acompanhamento médico da gravidez de gêmeos. Aécio vai usar a camisa azul da seleção e Letícia a amarelinha, segundo relato de um integrante da campanha à Reuters.

   Na segunda partida, contra os mexicanos, o pré-candidato do PSDB irá a Minas Gerais para torcer pela seleção ao lado de craques históricos do Cruzeiro, seu time do coração. A torcida será num bar de Belo Horizonte, contou essa fonte sob condição de anonimato.

   E no terceiro jogo ele deve assistir à partida contra os camaroneses num bar na Lapa, no Rio de Janeiro, rodeado de artistas.

   Esse é o plano inicial do tucano para comemorar a classificação do Brasil. Ele analisa ainda a possibilidade de assistir o possível jogo das oitavas de final no Mineirão, caso a seleção se classifique em primeiro lugar do Grupo A.

   A assessoria do pré-candidato do PSB, Eduardo Campos, foi procurada mas não informou qual será a agenda do socialista durante os jogos do Brasil na primeira fase da Copa do Mundo.

(Reportagem de Jeferson Ribeiro)