Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias >
Início do conteúdo

Dilma diz que Estado precisa responder vozes dos que foram às ruas

23 de dezembro de 2013 | 10h 20
Reuters

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira, em mensagem de fim de ano aos servidores públicos, que o Estado brasileiro precisa oferecer serviços de qualidade para responder às cobranças dos manifestantes que foram às ruas de diversas cidades do país em 2013, principalmente no mês de junho.

"As vozes dos que foram às ruas querem melhores serviços públicos, mais médicos, mais educação, mais transporte de qualidade, mais segurança", disse Dilma em mensagem no Twitter.

"Cabe a todos nós, servidores públicos, responder essas vozes. O Estado brasileiro precisa oferecer serviços públicos de qualidade para todos, promovendo inclusão social e cidadania", acrescentou a presidente, que disse estar dirigindo-se aos servidores depois de um ano de "trabalho árduo e também de muitas conquistas".

Em junho deste ano, milhares de manifestantes tomaram as ruas de diversas cidades do país para protestar contra a má qualidade dos serviços públicos, a corrupção e até os gastos com a organização da Copa do Mundo de 2014.

As manifestações, que em um único dia levaram mais de 1 milhão de pessoas às ruas, aconteceram durante a realização da Copa das Confederações, pegando de surpresa o governo e a Fifa num evento-teste para o Mundial do ano que vem.

Em resposta aos protestos, a presidente lançou cinco pactos nacionais em prol do combate à corrupção e melhoria dos serviços públicos de transportes, saúde e educação, além da responsabilidade fiscal.

Desde então, a presidente tem viajado o país para anunciar obras de mobilidade urbana e fez dos investimentos em educação dos recursos provenientes da exploração do petróleo na camada do pré-sal tema constante de seus discursos. O programa Mais Médicos também tornou-se uma vitrine para o governo.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão




Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo