Discreto charme

Num ano comum a rainha recebe 40 mil pessoas para chás, jantares e festas nos jardins palacianos. Litros e litros de chá, indeed. Eis a razão para haver mais de um comerciante de chás com a chancela real. H. R. Higgins, discreta loja em Duke Street, se ocupa dos mais refinados, vendidos a granel em pequena escala, em pacotinhos ainda amarrados com barbante. São com apelação de origem, das melhores plantações da Índia, Nepal e China, alguns safrados e com preços bem elevados. Certamente são tais folhas do melhor darjeeling que estão na chávena real.

O Estado de S.Paulo

31 Maio 2012 | 03h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.