´Donos das redes pressionam por TV digital´, diz executivo

O governo está gastando recursos e se esforçando pela TV digital porque está pressionado por cinco famílias que concentram as televisões abertas no Brasil, disse há pouco o presidente da Associação Brasileira de Empresas de IPTV (tecnologia que usa a estrutura da internet para distribuir vídeos), Alberto Luchetti, no IPTV World Forum. Para ele, essas cinco famílias vão fazer de tudo para atrapalhar a IPTV. Citando Bill Gates, Luchetti disse que o futuro da TV é a internet. Na sua visão, a televisão convencional não vai acabar, mas "deixará de ser a coqueluche" e a TV digital "dá uma sobrevida" à TV convencional. Luchetti, fundador em 2001 da primeira IPTV no Brasil, a AllTV, diz que o governo não ajuda o desenvolvimento de IPTV no Brasil, mas não chega a prejudicar diretamente. Indiretamente, porém, afirmou, o governo atrapalha a IPTV. Por exemplo, disse, quando cria dificuldades para a Telefonica se associar com a TVA. "A Telefonica tem direito sim de fazer a associação com a TVA e expandir banda larga e TV a cabo", disse. As empresas de IPTV estariam sendo prejudicadas com isso porque poderiam estar vendendo conteúdo para a associação da operadora de telefonia com a empresa de TV por assinatura. Luchetti louvou a IPTV por ser "mais democrática". Argumentou que para esse tipo de TV não é preciso concessão do governo. Mas observou que as empresas desse tipo tem dificuldade de receber publicidade comercial, ainda destinada preferencialmente para as emissoras de televisão convencionais.

Agencia Estado,

30 Janeiro 2007 | 12h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.