Editores de tag deixam bibliotecas de áudio digital bem organizadas

Alterar tags através de tocadores de música pode ser prático, já que não é preciso baixar nem aprender a lidar com outros programas para realizar a tarefa. Mas em alguns casos, quando você quer deixar para ouvir as músicas depois e precisa apenas colocar seu acervo em ordem, uma alternativa é utilizar softwares editores de tags. Esses programas não possuem players integrados e servem para facilitar a vida de quem deseja adicionar ou corrigir as "etiquetas" de grandes quantidades de arquivos de uma só vez. Além de possuírem uma interface bastante intuitiva, já que são feitos exclusivamente para isso, tudo fica acessível a partir de uma única janela, em que é possível incluir capa, nome do artista, etc. SIMPLICIDADE ALEMÃ Entre os mais amigáveis está o alemão MP3tag, que pode ser baixado gratuitamente em tinyurl.com/82v56. Depois de instalado, basta assinalar uma pasta em que você deseja armazenar as músicas a serem editadas. Coloque os MP3 dentro do diretório escolhido e abra o programa. Ele vai reconhecer automaticamente as faixas e listá-las em seqüência. Com a lista aberta, selecione as músicas que você deseja alterar. As tags aparecem no menu esquerdo, e as mudanças podem ser salvas no ícone do disquete, na barra de ferramentas. Caso você tenha acabado de extrair as músicas de um CD e precise de ajuda para preencher as informações do disco, o MP3tag possui uma ferramenta poderosa. No menu "tag sources", localizado no topo da tela, dá para buscar pelas informações em lojas virtuais como a Amazon (www.amazon.com). Uma vez encontradas, o programa preenche os campos e coloca tudo em ordem. Outra alternativa, também gratuita, é o Godfather (tinyurl.com/2xqtwn). O princípio é o mesmo que o do MP3tag, mas quem estiver acostumado com a leveza e simplicidade do primeiro pode achar o sistema de abas do Godfather confuso demais. Além disso, a busca por tags na internet não é tão eficaz quanto a do editor alemão.

Marcus Vinicius Brasil,

11 Agosto 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.