Empresa lança nova plataforma para aplicações móveis

A brasileira Navita, que produz soluções de gerenciamento de conteúdo em portais corporativos, anunciou o lançamento de uma plataforma específica para plataformas móveis: a chamada Navita Mobile, que facilita a criação de novas aplicações para rodar em celulares e smartphones. Com foco no mercado empresarial, o pacote oferece ainda pacotes prontos para aplicações de consulta a dados e automação de força de vendas, além de trazer módulos que facilitam a criação de novos programas, dispensando conhecimentos técnicos profundo da plataforma. "Com Navita Mobile, nossos clientes poderão tirar proveito da tecnologia móvel, utilizando os aplicativos prontos ou utilizando-a como plataforma para desenvolver seus próprios aplicativos, reduzindo tempo e custo de desenvolvimento", diz Roberto Dariva, diretor de Negócios da Navita. Facilidade Segundo o executivo, a grande vantagem da plataforma é que ela gerencia a instalação de programas nos aparelhos, o que garante maior rapidez e facilidade na distribuição de novas versões ou atualizações. "O Navita Mobile Server gerencia a distribuição de novas versões e atualizações de aplicativos automaticamente, dispensando esforço para instalar novas versões dos aplicativos. No módulo de coleta de dados em campo, por exemplo, o cliente cria as pesquisas numa interface web e o servidor envia os resultados para os dispositivos móveis.", afirma Dariva. De acordo com ele, a disponibilidade de versões para plataformas diferentes como Java (da Sun) e .Net (Microsoft) habilitam os aplicativos criados a rodar em praticamente todos os smartphones à venda no mercado brasileiro, do E62 da Nokia ao Blackberry da RIM, passando pelos modelos que usam o sistema operacional Windows Mobile, também da Microsoft. Entre as funções já existentes, que podem ser adaptadas, estão módulos para coleta de informações em campo, viabilizando a centralização posterior de dados em um servidor; e de vistoria, que permite registrar dados em tempo real, inclusive com uso de fotos digitais captadas pelos aparelhos.

Agencia Estado,

13 Dezembro 2006 | 14h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.