Esposa de Bill Gates ´contorna´ ativação do Windows Vista

Para dificultar a vida dos piratas de software, a Microsoft apostou numa tecnologia de ativação que obriga os usuários a fazer o registro online de seus sistemas, o que impediria o uso do Windows Vista, próxima versão do sistema operacional da Microsoft, em mais de micro. Mas já existe um método para driblar esse controle e que foi batizado de ´Melinda Gates´, nome da esposa do fundador da Microsoft, Bill Gates. O procedimento, que se vale de um software disponível em redes de troca de arquivos, permite ativar o Vista sem precisar alertar a Microsoft, acessando, ilegalmente, o sistema de gestão de chaves (KMS - Key Management System) que a Microsoft disponibiliza para clientes corporativos que têm autorização para instalar o sistema operacional em várias máquinas, nos contratos de compra de alto volume. Com isso, os usuários domésticos conseguem finalizar a instalação do Windows Vista sem precisar adquirir uma licença definitiva do software. A empresa ainda não divulgou nenhuma correção que impeça esta ativação até o momento.

Agencia Estado,

11 Dezembro 2006 | 14h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.