Estiagem faz Grécia declarar emergência em ilhas turísticas

O prefeito da ilha de Kimolos advertiu que o local está sem água, e que a situação não deve melhorar cedo

REUTERS

31 Julho 2007 | 15h01

A Grécia declarou na terça-feira estado de emergência nas ilhas Cíclades, incluindo Mykonos e Santorini, por causa da falta d''água decorrente da onda de calor e da estiagem na região. O Ministério do Interior disse ter tomado a decisão, basicamente administrativa, para obrigar as autoridades a tomar providências e aumentar o fornecimento de água. O prefeito da ilha de Kimolos advertiu que o local está sem água, e que a situação não deve melhorar em breve. "Precisamos de ajuda", disse Theodoros Maganiotis à TV estatal. Moradores e turistas vêm reclamando dos frequentes cortes no fornecimento de água, depois de uma seca que já dura um ano. A Grécia está sendo atingida, junto com outras áreas do sul da Europa, por uma onda de calor que levou as temperaturas na semana passada a 46 graus Celsius. Só em Atenas, onde mora quase metade da população grega, as reservas de água caíram 26,4 por cento em julho em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo dados da Eydap, responsável pelo fornecimento de água na capital. Pelo menos duas pessoas morreram por causa do calor. (Reportagem de Renee Maltezou)

Mais conteúdo sobre:
clima verão aquecimento global

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.