Ex-premiê obtém maioria parlamentar em Bangladesh

Uma aliança liderada pela ex-premiê de Bangladesh Sheikh Hasina conquistou a maioria dos assentos no Parlamento nas primeiras eleições do país em sete anos, de acordo com resultados ainda não-oficiais divulgados nesta segunda-feira, informaram autoridades. No entanto, partidos adversários reclamaram de irregularidades. Os números mostraram que a aliança de Hasina conseguiu até agora 206 dos 300 assentos no Parlamento, e 27 assentos foram para um grupo liderado por Begum Khaleda Zia, outra ex-premiê e rival de Hasina. A votação de parlamentares nesta segunda-feira foi o retorno de Bangladesh à democracia após dois anos de um regime de emergência imposto por um governo apoiado por militares. Os resultados oficiais não estarão disponíveis até o final desta segunda-feira. Analistas disseram que não está claro que os candidatos derrotados aceitariam os resultados ou conduziriam seus partidários para protestarem nas ruas. Confrontos violentos são frequentes na história política de Bangladesh. Um líder do Partido Nacionalista, de Khaleda, disse que seus partidários foram impedidos de votar em várias regiões do país e pretende enviar uma reclamação formal. "Nós temos registros de que o os partidádios do BNP foram impedidos de votar e as estações de votação foram realizadas em lugares muito distantes", disse Rizvi Ahmed, do BNP, em comunicado para a televisão local. (Reportagem de Anis Ahmed)

REUTERS

29 Dezembro 2008 | 20h02

Mais conteúdo sobre:
BANGLADESH ELEICAO ATUAUM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.