Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias >
Início do conteúdo

Fezes de pássaro e preenchimento com sangue são tratamentos para o Oscar

17 de fevereiro de 2013 | 12h 22
Zorianna Kit / Reuters

    As estrelas de Hollywood que querem estar em seu melhor momento na maior noite do ano de Hollywood têm como opção tratamentos de beleza que vão do luxuoso ao simplesmente maluco, como um enfeite de diamante negro para unha de 250 mil dólares e tratamentos faciais usando fezes de pássaros.

A entrega do Oscar em 24 de fevereiro tem tanto a ver com moda quanto com filmes, já que a chegada ao tapete vermelho e a cerimônia televisionadas atraem um público estimado de um bilhão de pessoas em todo o mundo.

É uma noite em que as mulheres - e os homens - não poupam gastos para deslumbrar outros convidados do Oscar e encerrar uma corrida de dois meses de premiações para recompensar as principais estrelas e filmes do ano anterior.

"É o 'grand finale' da temporada de premiações, então as celebridades usam todos os artefatos quando se trata de moda e beleza", disse o especialista em estilo Sam Saboura, que apresenta um programa de moda no canal a cabo TLC. "Eles estão dispostos a ir a qualquer extremo para aperfeiçoar sua aparência e deixar a sua marca no tapete vermelho."

No passado, a sempre jovem atriz Demi Moore, 50 anos, admitiu ter colocado sanguessugas em sua pele para desintoxicar o seu sangue. Gwyneth Paltrow uma vez chegou a uma estreia com suas costas cobertas de hematomas circulares de "ventosas", uma forma de acupuntura que dizem estimular o fluxo de sangue e aliviar o stress.

Angelina Jolie disse à Vanity Fair em 2011 que seus filhos Maddox e Pax fizeram tratamentos de pedicure em que peixes "comiam a pele morta dos pés", enquanto o empresário de música Simon Cowell foi noticiado carregando doses de oxigênio inalável para manter sua aparência.

Lifting vampiro   Este ano, há uma novidade no uso de injetáveis preenchedores da pele para suavizar rugas faciais: o Vampire FaceLift (lifting facial vampiro), que mistura preenchimento com sangue do próprio paciente.

O cirurgião plástico Paul Nassif, que oferece o serviço no seu consultório de Beverly Hills, diz que este processo envolve a remoção de um tubo de sangue do paciente, o isolamento de determinados componentes e, em seguida, misturá-los com um material de preenchimento para injetá-lo de volta à pele.

"É um golpe duplo", disse Nassif à Reuters. "Você tem uma resposta imediata do preenchimento, e os benefícios no longo prazo são a formação de um novo colágeno, volume natural e pele mais saudável", comentou.




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão




Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo