Forte tufão atinge arquipélago japonês de Okinawa

Doze tripulantes de um navio chinês estão desaparecidos na tempestade

Elaine Lies, da Reuters

13 Julho 2007 | 14h22

Um poderoso tufão atingiu nesta sexta-feira, 13, as ilhas de Okinawa, no sul do Japão, provocando chuvas torrenciais e fortes ventos, antes de se deslocar para o norte do país, onde estão as principais ilhas. Até 500 mm de chuva devem cair em algumas partes da ilha de Kyushu até a manhã de sábado, causando mais estragos em áreas já atingidas por chuvas e enchentes no começo da semana. Mais de 8.000 pessoas foram alertadas para deixar suas casas. Centenas de vôos foram cancelados e cerca de 100 mil pessoas ficaram sem eletricidade com a chegada do tufão Man-yi no arquipélago de Okinawa, a 1.600 km sudoeste de Tóquio. Vinte e três pessoas ficaram feridas, sendo uma em estado grave, após uma queda. Doze tripulantes de um navio chinês estão desaparecidos desde que sua embarcação afundou a 600 km noroeste de Guam, em meio a fortes ventos e maré alta, disseram autoridades consulares chinesas em Los Angeles, segundo a agência de notícias Xinhua. Dois homens foram resgatados. O tufão Man-yi passou perto da cidade de Naha, em Okinawa, e estava a cerca de 110 km oeste da ilha de Okinoerabu às 5h (horário de Brasília), segundo a Agência Meteorológica do Japão. Ele está ganhando velocidade e dirigindo-se ao norte a uma velocidade de 30 km/h. A agência disse que os ventos no centro do tufão estão a 162 km/h, com rajadas de até 234 km/h.

Mais conteúdo sobre:
tufão japão okinawa tempestade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.