Gol remarca passagens da Webjet sem consulta

Quem comprou passagem da Webjet para viajar neste fim de ano e no começo de 2013 tem enfrentado problemas. A Gol, que adquiriu a empresa e assumiu a responsabilidade por seus clientes, está remarcando voos sem consultar passageiros. Em alguns casos, eles têm sido realocados em viagens mais longas, com conexão e em horários muito diferentes do contratado. Se o viajante pede um voo mais conveniente, tem de pagar taxa.

NATALY COSTA, Agência Estado

21 Dezembro 2012 | 10h49

A Gol já foi notificada pela Fundação Procon-SP em novembro por causa do mau atendimento a passageiros da Webjet. Segundo o assessor-chefe do órgão, Renan Ferraciolli, tanto o Código de Defesa do Consumidor (CDC) quanto a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) determinam que, em caso de cancelamento, é obrigatória a reacomodação em voos até de outra companhia que ofereça serviço equivalente ou em data e horário mais conveniente. "É difícil, em se tratando de serviço aéreo, conseguir um voo exatamente igual, mas a escolha tem de ser sempre do cliente, que também pode pedir o reembolso da passagem."

Questionada, a empresa diz que a cobrança só é feita quando o passageiro "não aceita" o novo voo oferecido pela empresa. Em nota, disse estar "reacomodando todos os clientes Webjet sem custo" e admite as trocas de horário. "Caso não atenda à necessidade do cliente, ele pode entrar em contato com a empresa por meio da central de relacionamento no 0300-1152121." Passageiros reclamam, no entanto, que a espera pelo atendimento passa de uma hora. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Mais conteúdo sobre:
Gol Webjert passagens

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.