1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Governo altera regras do Fies para incluir alunos de mestrado e doutorado

REUTERS

02 Julho 2014 | 08h 07

O Ministério da Educação ampliou as regras do Fies, conforme portaria publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial, passando a incluir os cursos de mestrado e doutorado no programa destinado ao financiamento de estudantes do ensino superior.

Antes da mudança, apenas os cursos de mestrado profissional, que enfatizam estudos e técnicas diretamente voltados ao desempenho de um alto nível de qualificação profissional, eram contemplados.

Em nota no site do MEC, o ministro da Educação, Henrique Paim, informou que o sistema será aberto nesta semana para adesão das instituições privadas e, posteriormente, para adesão dos estudantes.

A previsão do MEC é que a nova modalidade do Fies tenha 31,6 mil potenciais beneficiários, matriculados em mais de 600 programas de pós-graduação stricto senso ofertados por cerca de 170 instituições privadas.

O ministério ressaltou que o Fies da Pós-graduação não atenderá cursos de especialização (lato sensu), categoria na qual se enquadram os MBAs, nem cursos de ensino a distância.

"Alunos já contemplados com bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) pelo Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares (Prosup) não poderão solicitar o financiamento", disse o MEC.

Segundo o ministro da Educação, o Fies conta atualmente com 1,6 milhão de contratos firmados. "Hoje, 40 por cento dos estudantes matriculados em instituições de ensino superior privadas são apoiados por programas do Governo Federal – o Fies e o ProUni (Programa Universidade para Todos)", disse Paim.

(Por Marcela Ayres)