Governo cortará impostos de laptops

O governo federal vai estender alguns benefícios antes restritos a micros de mesa para laptops, dentro do programa PC para Todos. Os micros devem ter configuração com processador de 1,4 GHz, 256 MB de memória RAM e HDs com 40GB de capacidade, acesso Wi-Fi embutido e monitor LCD de 14 polegadas, e, a exemplo dos desktops, deverão utilizar o sistema operacional Linux, contendo pacotes de aplicativos básicos para comunicação, e-mail, navegação, edição de textos e planilhas. Os micros que farão parte do programa deverão ser fabricados no Brasil e ter preço máximo de R$ 1,8 mil. Os primeiros exemplares dentro destas especificações devem chegar ao varejo ainda neste semestre. Isenção Independente dos laptops envolvidos no programa PC para Todos, os laptops que custarem até R$ 5 mil receberão isenção dos impostos PIS e Cofins, praticamente dobrando o limite anterior de R$ 3 mil como teto de isenção para os portáteis. O dado foi divulgado pela Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), e o novo patamar foi definido pelo setor de tecnologia nacional em conjunto com o Ministério da Fazenda. Segundo avaliação dos técnicos do governo, a medida poderá diminuir o preço final dos laptops em até 9,25%.

Agencia Estado,

19 Janeiro 2007 | 15h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.