1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Grupo islâmico assume ataques em Volgogrado e ameaça Olimpíadas

Reuters

20 Janeiro 2014 | 11h 23

Um grupo extremista islâmico afirmou num vídeo divulgado pela Internet que foi o responsável pelos dois atentados suicidas que mataram pelo menos 34 pessoas no mês passado na cidade russa de Volgogrado e também ameaçou atacar as Olimpíadas de Inverno de Sochi.

Num alerta ao presidente Vladimir Putin sobre os Jogos do mês que vem, um homem declarou em russo no vídeo: "Se você fizer as Olimpíadas, você vai receber um presente da gente. Para você e para todos os turistas que virão".

"Isso será por todo o sangue muçulmano derramado todos os dias no mundo, no Afeganistão, na Somália, na Síria, em todo mundo. Essa vai ser a nossa vingança", disse ele.

Segundo o vídeo, dois homens chamados Suleiman e Abdurakhman realizaram os ataques em Volgogrado para o grupo conhecido como Vilayat do Daguestão e ligado a uma facção iraquiana chamada Ansar al-Sunna.

No Daguestão, na Rússia, militantes lutam para criar um Estado islâmico. Doku Umarov, um líder extremista, tem pedido que militantes ataquem as Olimpíadas.

(Reportagem por Timothy Heritage)