Harmonia perfeita do início ao fim

Além de beber - ou, como se diz por aí, de degustar bebidas - gostamos de combinar bebidas com tudo - ou, como se diz por aí, harmonizar. E nesta edição do Paladar Cozinha do Brasil fomos além da harmonização de comida com bebida: combinamos bebida com bebida e vinhos com música.

O Estado de S.Paulo

25 Setembro 2014 | 02h08

Neste ano, promovemos a segunda edição do duelo de harmonização. Desta vez o embate foi protagonizado pelas sommelières Gabriela Monteleone, de vinho, e Tatiana Spogis, de cervejas (a primeira edição foi com Manoel Beato e Gabriela Monteleone duelando com brancos e tintos enquanto eram servidos pratos de Henrique Fogaça).

Vinho e cerveja disputaram a companhia dos primorosos embutidos artesanais produzidos no Friccó por Sauro Scarabotta e Márcio Kimura. Breasola, mortadela, salame e pancetta foram servidos e provados com um vinho e uma cerveja. Se o fato de ser duelo pressupõe um vencedor, nesse caso foi o público, que passou muito bem e pôde repetir embutidos favoritos.

Paulo Leite, do Empório Sagarana, fez uma prova de harmonização tripla: combinou cerveja a cachaça e ainda ambos com queijos. Quem conhece algum mineiro sabe que por lá a dose de cachaça quase sempre é chamada à mesa para rebater a cerveja. Na degustação Cerveja com cachaça, Leite olhou para os dois elementos em busca de características que complementassem um e outro. Lá pelas tantas, sugeriu até tomar os dois juntos: disse aos alunos que jogassem a dose de Capela de Minas dentro da taça da belga Liefmans Cuvée Brut. "Ela é muito doce e falta álcool. Acho que a cachaça dá uma arredondada", disse. E funcionou muito bem.

Som na taça. E como nunca estamos satisfeitos, decidimos avançar ainda mais um pouco: Manoel Beato, sommelier do grupo Fasano e apresentador do programa Adega Musical na rádio Eldorado, conduziu uma degustação de som e bebida. Tiago Costa no piano e Luca Reale no clarinete entoavam melodias como Bebê, de Hermeto Pascoal, e Manoel Beato sugeria uma taça para cada música. A harmonia, no som e na garrafa, foi perfeita.

Prato e copo. Mortadela e bresaola disputados por cerveja e vinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.