Ibovespa encerra pregão estável; investidor opta por cautela

A Bovespa encerrou a segunda-feira praticamente estável, com investidores optando por cautela enquanto esperam por definições sobre as negociações fiscais nos Estados Unidos.

DANIELLE ASSALVE, Reuters

17 Dezembro 2012 | 18h32

O Ibovespa fechou com variação negativa de 0,06 por cento, a 59.566 pontos, após gravitando em torno do zero.

O giro financeiro do pregão foi de 11,93 bilhões de reais, inflado pelo exercício de opções sobre ações, que movimentou 5,4 bilhões de reais, segundo operadores.

Em dia de fraca agenda econômica, as discussões sobre o orçamento norte-americano seguiram no foco de investidores.

O presidente da Câmara dos Deputados, o republicano John Boehner, sinalizou no domingo disposição de se aproximar das exigências do presidente Barack Obama, na medida em que buscam um acordo para evitar o chamado abismo fiscal.

Mas uma reunião entre Obama e Boehner na Casa Branca nesta segunda-feira terminou sem anúncio de qualquer progresso nas negociações.

"As discussões nos Estados Unidos estão avançando, mas não vejo uma solução tão rápida quanto o mercado gostaria, o que deixa os investidores cautelosos", disse o economista-chefe da SulAmérica, Newton Rosa, em São Paulo.

Se não houver acordo, cerca de 600 bilhões de dólares em cortes de gastos e aumentos de impostos entrarão em vigor no início de 2013, ameaçando jogar os EUA novamente em recessão.

"Se não fosse por essa indefinição nos EUA, o Ibovespa poderia ter deslanchado mais neste mês", disse o analista-chefe da Gradual Corretora, Paulo Esteves, em São Paulo.

Ainda assim, ele acredita que o mercado local deve ampliar os ganhos neste fim de ano, apoiado em sinais de recuperação da China e em perspectivas de melhora da economia brasileira em 2013. O Ibovespa acumula alta de 3,6 por cento em dezembro.

"O retorno dos estrangeiros nos últimos dias também é algo fundamental para sustentar a alta do índice", acrescentou. Em dezembro, até o dia 13, o saldo de recursos externos na Bovespa estava positivo em 1 bilhão de reais.

Em Wall Street, o índice Dow Jones subia 0,57 por cento e o S&P 500 tinha alta de 0,84 por cento às 18h26. Mais cedo, o principal índice europeu de ações fechou em queda de 0,07 por cento.

Na bolsa paulista, a preferencial da mineradora Vale subiu 1,41 por cento, a 40,31 reais, ao passo que a da Petrobras caiu 1,43 por cento, a 19,92 reais. OGX perdeu 5,27 por cento, a 4,31 reais, e foi a maior baixa do Ibovespa.

Em sentido oposto, Embraer e Cetip foram destaques de alta do índice, subindo 4,54 e 3,2 por cento, respectivamente.

Energias do Brasil fechou em alta de 0,54 por cento. A ação foi incluída na segunda prévia da carteira teórica do Ibovespa que vai vigorar de janeiro a abril de 2013. (Por Danielle Assalve; Edição de Aluísio Alves)

Mais conteúdo sobre:
IBOVESPA ENCERRA PREGO ESTVEL INVESTIDOR OPT*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.