Intel pode fechar laboratório na Coréia do Sul

A gigante dos chips Intel decidiu que deve fechar seu centro de desenvolvimento na Coréia do Sul com parte de seu processo de reestruturação, segundo anunciou o governo daquele país nesta sexta-feira, dia 5. A ação da Intel pode reduzir os laboratórios estrangeiros na Coréia para 14, segundo uma fonte do Ministério da Informação e Comunicação. O laboratório da Intel é operado conjuntamente pela empresa e pelo governo sul-coreano, o que fará com que a o laboratório continue funcionando, mesmo com a saída da fabricante de processadores. O laboratório, que fica na cidade de Bundang, próximo a Seul, é focado em tecnologias digitais para uso doméstico. Reestruturação A Intel anunciou em setembro de 2006 que promoveria uma grande reestruturação em sua operação, com a eliminação de 10 mil postos de trabalho em todo o mundo, ou cerca de 10% de sua força de trabalho. A empresa está realizando um processo de cortes de custos para fortalecer a companhia na competição com rivais como a AMD, que tem conquistado espaço em computadores pessoais e servidores.

Agencia Estado,

05 Janeiro 2007 | 10h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.