iPhone pode inflacionar telas sensíveis a toque

Os fabricantes de telas sensíveis ao toque, como as usadas em PDAs, podem ter um volume de pedidos acima do esperado neste ano, graças ao lançamento do novo iPhone e de aparelhos similares lançados por fabricantes concorrentes. A explosão no mercado de telas touchscreen não se deve apenas ao telefone da Apple, cuja expectativa inicial de fabricação, para meados deste ano é baixa, na comparação com o volume de outros produtores de celulares. De qualquer forma, a indústria espera uma maior procura por este tipo de componente a partir deste ano. A consultoria Strategy Analytics, por exemplo, acredita que as telas sensíveis ao toque podem chegar a 115 milhões de unidades nos próximos dois anos "Muitos fabricantes como Synaptics, ALPS, Cypress, Quantum Research e Immersion podem se preparar para um interesse muito maior em suas tecnologias de telas sensíveis ao toque nos próximos meses", afirmou Stuart Robinson, diretor da divisão de componentes para dispositivos móveis na Strategy Analytics. De acordo com a análise da companhia, a procura por aparelhos de fabricantes como Motorola, LG e outros podem abaixar o custo destas telas de US$ 5 para cerca de US$ 3 ou US$ 2 até 2009.

Agencia Estado,

23 Janeiro 2007 | 13h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.