1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Islamistas atacam instalação da inteligência na Somália, matando 11 pessoas

REUTERS

31 Agosto 2014 | 10h 22

Rebeldes islamistas explodiram um carro bomba e homens armados atacaram uma instalação da inteligência, na capital da Somália, onde pessoas suspeitas de serem militantes estão detidas, durante um ataque neste domingo, que deixou 11 mortos, disseram autoridades do governo e o grupo rebelde.

Três soldados e um civil foram mortos, assim como sete militantes, incluindo um homem bomba, que detonou o veículo lotado de explosivos, disse aos repórteres o porta-voz do Ministério da Segurança, Mohamed Yusuf, no local.

Depois da explosão inicial, homens armados invadiram o local, mas não conseguiram chegar às células subterrâneas onde os militantes suspeitos estavam detidos, disse Yusuf.

Um oficial da inteligência, que se identificou apenas como Nur, disse à Reuters que homens armados entraram em um edifício, forçando a segurança a lutar de sala em sala, para expulsá-los. “Todos os invasores acabaram morrendo,” disse Nur.

“Parece que o objetivo deles era criar uma confusão aqui e libertar seus colegas militantes detidos nas celas subterrâneas, mas isso não vai acontecer,” disse Nur.

O Sheik Abdiasis Abu Musab, porta-voz de operações militares do al Shabaab, disse à Reuters que o grupo era responsável pelo ataque, o mais recente de uma série de ataques em Mogadíscio nos últimos meses, incluindo um ataque ao complexo presidencial, em julho.

(Por Abdi Sheikh e Abdirahman Hussein)