1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Jogadores do Twitch lideram marcha online para transmissão de vídeo ao vivo

REUTERS

26 Agosto 2014 | 10h 55

A Amazon.com acompanhou a evolução do Twitch de uma startup até uma das propriedades de mídia mais quentes da Internet. Na segunda-feira, a companhia anunciou uma aquisição de quase 1 bilhão de dólares para entrar numa das arenas online que crescem mais rapidamente: transmissão ao vivo.

A aposta de 970 milhões de dólares da Amazon --a maior em sua história-- destaca como uma base leal e que cresce rapidamente de seguidores de transmissão ao vivo chamou a atenção de grandes marcas. Alguns acreditam que transmissão interativa e ao vivo, no que o Twitch é pioneiro, é a nova fronteira de vídeo online.

Ethan Kurzweil da Bessemer Ventures admitiu na segunda-feira que, ao explicar inicialmente o Twitch para pessoas, tinha como resposta olhares perplexos. A startup de San Francisco permite que pessoas transmitam, ao vivo, os games que jogam ao mesmo tempo que respondem à torcida, às dicas e às considerações aleatórias de espectadores online em tempo real.

Em três anos, o Twitch se tornou o quarto maior produtor norte-americano de picos de tráfego na Internet, à frente do Facebook e do Hulu, segundo Bessemer, um apoiador.

"É uma audiência cativa, e leal", disse Adam Shlachter, chefe de ativação de mídia da agência de marketing DigitasLBi. "Onde há pesoas que pensam similarmente ... todas agregadas em um lugar, meio que presas em volta da mesma coisa e participando das mesmas experiências, isso oferece um ambiente realmente único para se direcionar (anúncios) contra".

A transmissão ao vivo atrai seguidores em parte devido ao seu imediatismo: fãs enviam mensagens às suas personalidades favoritas e podem evocar uma resposta durante uma transmissão ao vivo. O Twitch e outras redes de transmissão ao vivo como a Livestream também atendem nichos, contando com conteúdo como esportes incomuns a videogames que mídias populares evitam.

O Twitch teve 55 milhões de espectadores mensais em julho, alta de cerca de 45 por cento sobre um ano antes. O crescimento chamou a atenção de anunciantes, que viram uma chance de alcançar espectadores mais jovens que assistem menos televisão.

A maioria dos milhares que fazem transmissões ao vivo no Twitch são apenas jogadores. Alguns contam com centenas de milhares de seguidores e ganham uma fatia da receita de publicidade de marcas como a Mountain Dew, da PepsiCo, e da Warner Bros, da Time Warner.

(Por Malathi Nayak e Lisa Richwine)