Jornalistas fazem manifestação de apoio a Assange

Jornalistas do Rio de Janeiro realizaram hoje uma manifestação de apoio ao australiano Julian Assange, fundador do site Wikileaks. De forma descontraída, os manifestantes distribuíram máscaras com o rosto do ciberativista aos banhistas nas praias de Ipanema e Leblon, na zona sul.

GABRIELA MOREIRA, Agência Estado

19 Dezembro 2010 | 18h47

"Ele conseguiu tornar públicas informações que eram cifradas e escondidas. Virou nosso ídolo, nossa referência. Quem sabe não aprendemos e criamos um Wikileaks no Brasil?", defendeu o jornalista Marcos Almeida. Através do Wikileaks, Assange publicou centenas de telegramas secretos da diplomacia americana.

Cem máscaras foram distribuídas. Os banhistas, que lotaram as praias e enfrentaram forte calor, demonstraram apoio à manifestação.

Assange se entregou à polícia sueca no início do mês, mas foi libertado na última semana. Ele é acusado de cometer crimes sexuais. Ele nega as denúncias e diz que está sendo alvo de uma campanha "difamatória".

Mais conteúdo sobre:
Wikileaks protesto Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.