1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Justiça do Rio mantém proibida biografia de Roberto Carlos

Roberta Pennafort - O Estado de S.Paulo

10 Março 2009 | 20h 03

Apenas um desembagador de três foi a favor da venda do livro, lançado em 2007; defesa do autor vai recorrer

O desembargador Jorge Luiz Habib, da 18ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, concedeu voto favorável a Paulo César de Araújo, autor da biografia não-autorizada Roberto Carlos em Detalhes. No entanto, ainda não será dessa vez que o livro, que teve mais de 10 mil exemplares recolhidos das lojas em 2007 a pedido do cantor, voltará a ser vendido.   A advogada de Araújo, Deborah Sztajnberg, afirmou que entrará com novo recurso para liberar a comercialização do livro com base no posicionamento de Habib. O voto difere do anunciado na semana passada pelos desembargadores Pedro Raquenet e Claudio Dell'Orto. Habib havia pedido mais tempo para dar seu parecer. "A gente ficou muito feliz. O desembargador foi muito lúcido, pediu para os colegas mudarem seus votos. Ele disse que a proibição é um absurdo, que o livro é fantástico", disse a advogada, que foi ao fórum com seu cliente. Segundo ela, não havia representantes de Roberto Carlos na sessão.   A biografia foi lançada em dezembro de 2006 e chegou a entrar na lista dos mais vendidos das livrarias. Em abril de 2007, numa audiência de conciliação, o cantor e a editora Planeta entraram num acordo para que todo o estoque de livros impressos fossem entregues a ele. Em troca, Roberto abriu mão da indenização que pedia. Ele já declarou que leu um trecho do livro e que a obra o desagradou muito.