Justiça fecha empresa de aluguel de cães no PR

A Justiça do Paraná determinou, na última sexta-feira, a condenação de uma empresa de aluguel de cães de guarda em Curitiba pela prática de maus-tratos contra animais. A sentença foi proferida pelo Juiz da 16ª Vara Cível de Curitiba e condenou a empresa Feroz Locação de Cães de Guarda.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

17 Abril 2011 | 16h37

A empresa também está impedida de desempenhar qualquer atividade envolvendo animais e que importe em criadouro ou canil. Caso descumpra a decisão, terá de pagar multa diária de R$ 10 mil. Segundo o juiz, durante o processo ficou demonstrado que a empresa não tem controle do total de cães sob sua responsabilidade, de quantos estariam locados e de onde estariam esses animais.

Na sentença, ele afirma ainda que ficou provado que a vacinação e a desvermifugação dos cães não eram feitas com regularidade ou que não havia o cuidado exigível no preenchimento e no controle dos documentos. O número aproximado de cães também é desproporcional à quantidade de funcionários da empresa, tratadores e veterinário, o que demonstra a impossibilidade de prestar atendimento adequado aos cães.

O juiz ainda condenou o veterinário da Feroz, que também está impedido de atuar em atividades que envolvam criadouro, canil ou locação de animais e determinou a comunicação da decisão ao Conselho Regional de Medicina Veterinária, para as providências cabíveis.

Mais conteúdo sobre:
ustiça empresa aluguel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.