1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Ladrão rouba táxi no Rio e trafega 30 km na contramão

CLARISSA THOMÉ - Agência Estado

01 Julho 2014 | 20h 13

Um táxi roubado percorreu na contramão a Ponte Rio-Niterói, e depois trafegou por mais 30 quilômetros no sentido contrário aos carros pela Avenida Brasil e pela Rodovia Washington Luiz. O assaltante só abandonou o veículo depois que a roda empenou, quando ele bateu contra um meio-fio, próximo ao Hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Um motorista que passava pela ponte filmou o momento em que o criminoso avançou contra outros carros - ele bateu em pelo menos três veículos.

O táxi foi roubado na Avenida Almirante Barroso, em frente ao número 52, no Centro do Rio, na madrugada desta terça-feira. O taxista João Cavalcante Sobrinho, de 65 anos, foi rendido por um homem e reagiu. Depois de uma breve luta, em que Sobrinho chegou a acertar o criminoso na cabeça com um pedaço de pau que levava no carro, o homem conseguiu arrancar com o carro e deixou o taxista para trás.

O assaltante seguiu para Niterói, mas antes da Praça do Pedágio, ele fez um cavalo de pau e retornou ao Rio pela contramão. Nas imagens publicadas na internet, aparece o momento em que dois guinchos da concessionária que administra a Ponte são posicionados para fazer uma espécie de barreira, mas o assaltante passa com o táxi por entre os veículos. O criminoso "desafia" os motoristas e muitos deles são obrigados a dar marcha à ré para dar passagem ao táxi.

A CCR Ponte acionou a Polícia Rodoviária Federal e "deu início a um comboio, no intuito de evitar colisões frontais, mas o veículo desrespeitou a sinalização e seguiu sentido Avenida Brasil", informa, em nota à imprensa. A empresa usou ainda semáforos e painéis de mensagem para alertar os motoristas.

João Sobrinho soube ainda na madrugada que seu carro tinha sido localizado. "Os policiais federais disseram que ele andou o tempo todo na contramão. Não sei se houve falha, mas no mínimo o Rio está despoliciado, porque ninguém parou o assaltante", afirmou Sobrinho, taxista há 35 anos. "Nunca tinha sido assaltado assim. Já perdi uns trocados. Mas não dessa maneira". Sobrinho ainda não calculou o prejuízo.

A Polícia Rodoviária informou que perseguiu o táxi roubado na Ponte, mas o assaltante conseguiu escapar pelo acesso da Avenida Brasil. A PRF não confirmou a informação de que ele dirigiu até Duque de Caxias pela contramão. Na Avenida Brasil, o policiamento fica a cargo do Batalhão de Policiamento de Vias Expressas (BPVE), da Polícia Militar. A PM informou que o BPVE não foi acionado para a ocorrência. A assessoria de imprensa lembrou que o patrulhamento é dinâmico. "É possível que os policiais estivessem patrulhando outro ponto".

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo