Livro para celular é febre no Japão

Do outro lado do mundo, a leitura de livros pelo celular já é uma realidade com grandes implicações mercadológicas. Para ter uma idéia, dos dez livros mais vendidos no Japão em 2007, cinco foram feitos originalmente para o telefone portátil. Alguns desses romances foram escritos com o próprio celular. Esse fenômeno parece ter origem em uma decisão das operadoras de telefonia móvel japonesas de permitir a transmissão ilimitada de dados. Assim os jovens loucos pelo seu aparelhinho, e que já escreviam em seus blogs, passaram a escrever diariamente pequenos trechos pelo celular e a enviá-los para os seus weblogs. Nascia assim a literatura feita por e para jovens. B.G.

11 Agosto 2008 | 00h00

Mais conteúdo sobre:
livros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.