1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Localizado corpo de uma das vítimas das chuvas no PR

JULIO CESAR LIMA - Agência Estado

10 Junho 2014 | 12h 17

O Corpo de Bombeiros de Altamira do Paraná encontrou na tarde de segunda-feira, 09, o corpo de uma das seis pessoas que estavam desaparecidas por causa das chuvas. A vítima estava presa entre árvores e entulhos na margem do Rio do Macaco. Segundo a imprensa local, o homem foi arrastado pela correnteza do rio quando ele tentava atravessar a ponte que cruza o rio na Estrada Dois Irmãos.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Campo Mourão. Com o resgate, cai para cinco o total de pessoas que continuam desaparecidas no Estado, segundo dados da Defesa Civil do Paraná.

Por causa da gravidade da situação, o governo estadual deve decretar estado de emergência em mais 50 municípios, para que dessa forma eles possam comprar materiais de urgência com dispensa de licitações. Desde o final de semana o número de cidades atingidas não para de aumentar. A Defesa Civil divulgou na manhã de terça-feira, 10, que aumentou de 124 para 132 municípios e um total de 422.435 pessoas afetadas pelas chuvas que deixaram desabrigadas até agora 12.957 pessoas.

As chuvas também provocaram nove mortes no Paraná. Duas pessoas morreram em Medianeira e duas em Guarapuava, uma em Laranjeiras do Sul; uma em Campina do Simão, uma em Guaraniaçu, uma em Sulina e outra em Quedas do Iguaçu. No sábado, um aposentado que morava na Cidade Industrial, em Curitiba, também morreu vítima da enchente que invadiu sua casa.

Nas estradas que cortam o Estado ainda existem 11 pontos de interdição, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal. A área mais atingida é a da rodovia BR-277, que liga o Porto de Paranaguá a Foz do Iguaçu e passa pela região dos Campos Gerais, uma das mais atingidas pela chuva.

Vaca

Uma vaca arrastada pela correnteza de um rio em Quedas do Iguaçu, uma das 124 cidades atingidas pelas chuvas que caem no Paraná desde o final de semana, foi encontrada morta e presa entre algumas árvores na área rural do município. A Defesa Civil encontrou o animal na tarde de segunda-feira, depois que o nível do rio que corta a região começou a baixar.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo