Divulgação
Divulgação

Luxo de Versalhes em versão hotel

Com abertura prevista para o fim do ano, edifício anexo ao palácio será um cinco-estrelas com suítes dignas da realeza

11 Fevereiro 2011 | 08h00

Os châteaux franceses que se cuidem. Turistas que levam a sério a ideia de se hospedar em antigos domínios da realeza logo terão uma nova opção com requinte à altura, em um dos endereços mais nobres do país: o Palácio de Versalhes.

 

Com investimento de US$ 5,5 milhões - e a participação da empresa belga Ivy Internacional -, o antigo Hôtel du Grand Controle vai ser transformado em um superluxuoso cinco-estrelas, previsto para abrir as portas aos primeiros visitantes já no fim deste ano.

 

O edifício, construído em 1680, fica na Rue de I’Independence, a apenas 90 metros do palácio principal. Já serviu de escritório e lar de tesoureiros da realeza, como Turgot, Loménie de Brienne e Necker, e suas famílias. Assim como o palácio, foi totalmente esvaziado durante a Revolução Francesa e chegou a ser utilizado como refeitório de oficiais da nação no século 19, mas depois caiu em desuso.

 

Danificada pelo tempo - o teto sobre a escadaria desabou parcialmente em 2004 -, uma grande área da estrutura externa já está em processo de restauração. A próxima etapa será colocar em prática os planos de reforma do interior do prédio, que possui área total de 1.700 metros quadrados e está há anos sem receber cuidados.

 

Toda a obra será acompanhado pelo arquiteto francês Frédéric Didier, que fez carreira na recuperação e na manutenção de monumentos históricos.

 

Requinte. O novo hotel contará com 23 suítes, que prometem surpreender até o mais refinado dos turistas nos quesitos tamanho, decoração e conforto. Inevitavelmente, o preço será condizente. Segundo um porta-voz do Palácio de Versalhes, as diárias devem custar entre  € 500 e  € 600 (R$ 1.149 e R$ 1.379).

 

Já há apostas sobre quais serão os quartos mais disputados. Alguns votam nos que terão vista para os lagos do palácio. Outros preferem escolher aqueles ainda mais exclusivos, com panorâmica perfeita para os famosos e belos jardins da l’Orangerie, onde o rei Luís XIV cuidava de suas laranjeiras e palmeiras durante o inverno. Foi daí que surgiu a inspiração para o nome do novo complexo: Hotel l’Orangerie.

 

Como não poderia ser diferente, a inauguração do mega hotel também promete toda pompa e sofisticação. Logo na sua primeira noite de funcionamento, os hóspedes poderão protagonizar uma cena inédita: com as devidas taças de champanhe em mãos, todos serão convidados a um brinde especial no próprio jardim do palácio. Bem ao estilo de realeza.

 

Veja também:

linkQuerido, um B&B brasileiro em Buenos Aires

linkNa Grécia, mosteiros em um cenário inesperado

linkDuelo de montanhas

link Baladas, alta gastronomia e, claro, muita adrenalina

linkPistas e atrações para todos os gostos na Aspen das celebridades

Mais conteúdo sobre:
viagem Versalhes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.