Maior fabricante russo de espaçonaves luta para não falir

A Energia é a principal empresa contratada para as obras da Estação Espacial Internacional

REUTERS

31 Julho 2007 | 10h41

A maior fábrica russa de naves espaciais será colocada sob uma administração de emergência para evitar a falência, disse seu diretor na terça-feira à agência de notícias Interfax. A Energia, também chamada Corporação de Foguetes e Espacial S.P. Korolev, é a principal empresa contratada para as obras da Estação Espacial Internacional, além de produzir satélites e foguetes. Ainda não se sabe se o programa espacial russo será afetado pela nova direção. "Pretendemos introduzir uma administração de emergência para a corporação, porque o idealismo financeiro que existiu aqui levou não a vôos para a Lua, mas à falência", disse o presidente da empresa, Vitaly Lopota, à Interfax. Em abril, Nikolai Sevastianov, então diretor da Energia, disse ao jornal Vedomosti que a empresa estava desenvolvendo um novo sistema de transporte espacial que no futuro poderia levar ao desenvolvimento industrial da Lua.

Mais conteúdo sobre:
espaço energia estação espacial rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.