1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Manaus tem três dias de luto por morte de 15 em colisão

LUÍS LIMA - LUIS.LIMA@ESTADAO.COM - Agência Estado

29 Março 2014 | 13h 49

A Prefeitura de Manaus decretou luto oficial de três dias após um acidente entre um micro-ônibus e uma caçamba, que deixou 15 mortos e outros feridos, na noite desta sexta-feira (28). Segundo informações da prefeitura, o acidente ocorreu por volta das 20h, na Avenida Djalma Batista, na Zona Centro-Sul de Manaus. O caminhão, do consórcio Etacom, que presta serviços à prefeitura, e o micro-ônibus bateram de frente.

Ainda de acordo com a prefeitura, o prefeito da cidade, Arthur Virgílio Neto, que estava em conexão em São Paulo, cancelou compromissos e resolveu retornar à capital amazonense. "Quero que as causas desta tragédia sejam apuradas imediatamente. Sinto muito pelas famílias que estão sofrendo neste momento. Toda a estrutura da Prefeitura de Manaus será colocada à disposição das famílias", afirmou.

O vice-prefeito de Manaus, Hissa Abrahão, disse que "o momento é prematuro para apontarmos de quem foi o equívoco". "Sabemos que a caçamba era terceirizada da prefeitura e que o motorista, Osias Costa, morreu. Não se sabe se ele teve uma morte súbita ao volante. A prefeitura vai fazer toda a análise e em breve dar todas as respostas", afirmou em nota.

A prefeitura ainda informou que a maioria dos feridos foi encaminhada para os hospitais João Lúcio e 28 de Agosto - cinco receberam alta nesta sexta-feira. Duas pessoas estão em estado grave e outras três foram encaminhadas para unidades do Serviço de Pronto Atendimento (SPAs). Uma das vítimas está em um pronto-socorro particular da cidade.