Mercado de serviços em tecnologia crescerá no Brasil

Com uma receita de quase US$ 6 bilhões em 2005, o mercado brasileiro de serviços de TI atingiu seu pico de crescimento. O resultado representa uma alta de 16% sobre 2004 e o melhor desempenho dos últimos quatro anos. É o segmento que, notadamente, mais cresce no mercado total de TI, e que movimentou US$ 14,6 bilhões no País no ano passado, segundo indicou pesquisa da IDC Brasil. ?Acreditamos que este bom desempenho em 2005 se mantenha em 2006. Porém, como é natural no amadurecimento dos mercados, as taxas de crescimento deverão decrescer paulatinamente nos próximos anos. Mesmo assim, ainda será o segmento que continuará com os melhores índices de desempenho, acima até da média do mercado total de TI?, analisa Mauro Peres, diretor de pesquisas da consultoria. Nem mesmo as eleições, o cenário econômico ou qualquer outro fator externo afetou o ritmo do mercado de serviços de TI que cresceu 15% no primeiro semestre de 2006 quando comparado ao mesmo período do ano passado. O mercado está aquecido e é fato, mas a IDC tem observado que o amadurecimento das empresas usuárias de tais serviços vem gerando a busca por ofertas e custos mais competitivos, e uma grande guerra de preços e redução nas margens dos fornecedores. A IDC acompanha o mercado de serviços em cinco vertentes, que compreendem os segmentos de Consultoria, Integração e Desenvolvimento, Outsourcing (terceirização), Manutenção & Suporte, e Treinamento. No ano passado, houve grande ascensão das soluções relacionadas a Outsourcing, que integra diversas categorias, inclusive o gerenciamento das atividades. Terceirização E é nesta categoria que se encontram as soluções que terão mais demanda até o final de 2006 e nos próximos anos: gerenciamento total de rede e computadores, gerenciamento das aplicações, serviços gerenciados relacionados à segurança, além dos grandes contratos de Full Outsourcing. Outro movimento de destaque verificado neste ano com expressiva solicitação foram os projetos relacionados à fábrica de software. Isso porque o cenário de desenvolvimento sofre uma forte migração dos modelos de bodyshop para fábrica de software com projetos mais estruturados, tendência que deve se manter em 2007. ?Muitas empresas estão na busca por altos níveis de certificações, como a CMM, para expandir suas fábricas de software e suprir essa forte demanda. O que vale ressaltar é que os serviços relacionados à integração geram mais ofertas de desenvolvimento customizado?, diz Peres. BPO Outros segmentos, como o de serviços relacionados ao suporte e treinamento, estão em estágio maior de maturidade, portanto, com pouca flutuação de crescimento, mas ainda considerados essenciais. Soluções de BPO (Business Process Outsourcing, em que se terceiriza um processo de negócio), por exemplo, devem ganhar força nos próximos anos, porém ainda não muito praticadas nas empresas. O que há na verdade são muitas especulações e a corrida por melhores práticas trazidas por grandes fornecedores com experiências na Europa e, principalmente, nos EUA. Neste segundo semestre, de acordo com o estudo da IDC, o mercado de serviços de TI continuou aquecido, o que resultará em um ano muito bom para a maioria dos fornecedores.

Agencia Estado,

04 Dezembro 2006 | 09h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.