Mesa do trabalho do futuro carregará aparelhos eletrônicos

No escritório do futuro, os trabalhadores que não podem viver sem seus celulares, Blackberrys e iPods terão a possibilidade de carregar esses aparelhos simplesmente colocando-os sobre suas mesas. A Herman Miller, uma fabricante de mobília, obteve licença da Fulton Innovation para o eCoupled, um sistema que elimina a necessidade de carregadores especiais com fio, disse Mark Schurman, representante da empresa, em entrevista por telefone. "Aleluia!", disse Jim Lynch, diretor da Association of Professional Office Managers. Uma mesa equipada com o eCoupled poderia representar economia de custos em termos de adaptadores, disse Lynch, que anunciou que recomendaria o sistema aos 8 mil membros de sua associação. "Esses carregadores custam US$ 30 cada, e em um escritório de 50 funcionários o custo realmente pesa", disse Lynch. A Fulton Innovation é subsidiária da Alticor, empresa de capital fechado que controla o grupo de marketing direto Amway. O eCoupled transfere energia por meio de um campo magnético, de modo que apenas o aparelho em si --a mesa de trabalho, por exemplo-- precisa de eletricidade. Todos os demais dispositivos são carregados quando em contato com o campo magnético, disse David Hazlett, da Fulton Innovation, em entrevista à Reuters. A Splashpower vende tecnologia semelhante para aparelhos eletrônicos portáteis, mas a Fulton Innovation planeja um mundo sem fios e cabos, com o eCoupled carregando toda espécie de aparelho, de celulares a liquidificadores e lâmpadas, segundo Hazlett. A Herman Miller está incorporando o eCoupled a mesas de trabalho e considerando outros usos, segundo Schurman. A empresa não informou quando a nova mesa chegaria ao mercado, ou a que preço seria vendida. A Visteon, uma fábrica de autopeças, e a fabricante de celulares Motorola também estão trabalhando com o eCoupled, disse Hazlett, da Fulton Innovation.

Agencia Estado,

19 Janeiro 2007 | 11h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.