1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Metropolitan de NY e sindicatos fecham acordo para evitar interdição

REUTERS

18 Agosto 2014 | 12h 45

O Metropolitan Opera de Nova York fechou acordos ainda frágeis com os sindicatos que representam sua orquestra e seu coral nesta segunda-feira, disseram mediadores federais, depois de negociações tensas que ameaçaram a nova temporada, programada para ter início no mês que vem.

“Estas foram negociações difíceis e altamente complexas, e desejo cumprimentar as partes por sua determinação lidando com temas múltiplos e complexos”, declarou Allison Beck, vice-diretor do Serviços de Mediação Federal e Conciliação.

Os acordos com o Local 802 da Federação Americana de Músicos, que representa a orquestra, e o Conselho Americano de Artistas Musicais, que representa o coral, foram obtidos “depois de muitas horas de negociações intensas”, disse Beck. Os termos não foram revelados.

“Somos gratos por seu comprometimento com o processo coletivo de troca e acima de tudo porque o Metropolitan Opera, uma das maiores instituições culturais do mundo, irá continuar proporcionando óperas excepcionais para o usufruto de todos”, afirmou Beck.

O prazo para as negociações contratuais com outros funcionários sindicalizados foi ampliado até a meia-noite de terça-feira, declarou o porta-voz do Met, Sam Neuman, em um comunicado.

A casa de espetáculos, a maior organização do gênero nos Estados Unidos, informou que iria impedir o trabalho de sua orquestra, coral, assistentes de palco e outros empregados se não se chegasse a novos acordos.

As negociações contratuais foram as mais disputadas no Met desde a interdição de 1980.

  (Por Colleen Jenkins)