Microsoft adia faturamento do Vista e tem lucro menor

A Microsoft anunciou nesta quinta-feira queda de 28% no lucro líquido trimestral, depois de ter adiado o faturamento de mais de US$ 1 bilhão em vendas de novos upgrades do sistema operacional Windows e do pacote de softwares Office. O maior fabricante mundial de programas de computador informou que o lucro líquido no segundo trimestre do ano fiscal, encerrado em 31 de dezembro, ficou em US$ 2,63 bilhões, ou US$ 0,26 por ação. No mesmo período do ano anterior, o lucro havia sido de US$ 3,65 bilhões ou US$ 0,34 por ação. A receita no trimestre cresceu 6 por cento, atingindo US$ 12,54 bilhões. Os analistas previam em média lucro de 0,23 dólar por ação e faturamento de 12,09 bilhões de dólares no trimestre, segundo a Reuters Estimates. A Microsoft pretende lançar o Windows Vista --primeira grande renovação do sistema Windows em mais de cinco anos - e o Office 2007 na próxima semana. Investidores esperam que esses produtos, que representam a maior parte dos lucros da Microsoft, melhorem o resultado da empresa nos próximos trimestres. A Microsoft esclareceu ter postergado 1,5 bilhão de dólares em receita e lucro para o terceiro trimestre fiscal, que se encerra em março, devido à forma como contabiliza os cupons de atualização para esses produtos. No trimestre encerrado em dezembro, a Microsoft teve fortes vendas do console de game Xbox 360. Com uma base de mais de 10 milhões de consoles, a empresa conseguiu aumentar as vendas do game "Gears of War", desenvolvido pela Microsoft Studio´s. O negócio de servidores continuou crescendo rapidamente. As ações da Microsoft subiram 12% desde outubro. Antes da divulgação do balanço, as ações da companhia fecharam cotadas em 30,45 dólares, baixa de 0,64 por cento, na Nasdaq.

Agencia Estado,

25 Janeiro 2007 | 23h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.