Microsoft pretende investir em ferramenta de busca

Empresa está disposta a investir de 5% a 10% de seu lucro operacional no novo negócio

REUTERS

18 Junho 2009 | 18h05

A Microsoft está disposta a investir de 5 a 10 por cento de seu lucro operacional no seu negócio de ferramenta de busca em até 5 anos, disse o presidente-executivo da gigante de software, Steve Ballmer, nesta quinta-feira, à medida que o buscador Bing ganha espaço entre os internautas.

O Bing da Microsoft tem conquistado algum market share de rivais, de acordo com dados da indústria revelados nesta semana. A Microsoft ficou com 12,1 por cento das buscas online realizadas nos Estados Unidos entre 8 a 12 de junho, uma alta na comparação com os 11,3 por cento registrados entre 1o e 5 de junho.

A ferramenta, no entanto, ainda está muito distante do líder Google, que teve 65 por cento de participação em maio.

"Investimos no videogame Xbox por anos e agora ele gera um belo retorno econômico para nós", disse Ballmer.

O mecanismo de busca Bing foi lançado em junho.

(Reportagem de Ian Sherr)

Mais conteúdo sobre:
Microsoft

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.