1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Militantes do Estado Islâmico decapitam soldado libanês

REUTERS

30 Agosto 2014 | 11h 34

Militantes do Estado Islâmico decapitaram um soldado libanês que foi um dos 19 capturados por radicais sírios quando eles tomaram uma cidade fronteiriça do Líbano por alguns dias neste mês. Um vídeo postado nas redes sociais neste sábado comprovou o que aconteceu.

O soldado, reconhecido como Ali al-Sayyed, um sunita do norte do Líbano, foi mostrado vendado e com as mãos amarradas nas costas, contorcendo-se e chutando o solo de areia enquanto um militante anuncia que ele será morto. Outro militante então o decapita.

O Estado Islâmico, que declarou um “califado” em junho em regiões do Iraque e da Síria que estão sob controle do grupo, é considerado uma grande ameaça à segurança por governos ocidentais desde quando postaram um vídeo com a decapitação do jornalista norte-americano James Foley, neste mês.

O Exército libanês se negou a comentar, mas fontes de segurança e do Estado Islâmico confirmaram a decapitação.

Horas antes, o grupo postou um segundo vídeo mostrando outros nove soldados implorando por suas vidas e pedindo para que suas famílias se dirijam às ruas nos próximos três dias para exigir a libertação de prisioneiros islâmicos como condição para não terem o mesmo destino de Al-Sayyed.

(Reportagem de Mariam Karouny)