1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Ministério da Justiça vai lançar manual para jornalistas em manifestações

O Estado de S. Paulo

18 Fevereiro 2014 | 21h 12

De acordo com José Eduardo Cardozo, a Secretaria Nacional de Segurança Pública vai fazer um estudo sobre os equipamentos necessários para a proteção dos jornalistas

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse nesta terça-feira, 18, que profissionais de comunicação receberão instruções sobre a maneira mais segura de fazer a cobertura de manifestações de rua no País. "A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) fará um estudo sobre os equipamentos necessários para a proteção dos jornalistas. Também irá dialogar com os representantes dos jornalistas e das imprensas para que possamos prevenir novos incidentes", afirmou Cardozo, após se reunir com o ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Thomas Traumann, e representantes da Associação Brasileira de Rádio e TV (Abert) e da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).

"A ideia do grupo é estabelecer políticas de Estado na área de segurança pública, para a proteção de profissionais na área de comunicação em geral. Sabemos que existem vários ilícitos que têm sido praticados tendo como vítimas jornalistas ao longo de manifestações ou fora delas", completou.

Foi o primeiro encontro do grupo de trabalho formulado na semana passada como consequência da morte do cinegrafista Santiago Andrade, da TV Bandeirantes, morto enquanto cobria uma manifestação no centro do Rio de Janeiro. Cardozo declarou que é importante que todas as atividades profissionais envolvidas nas manifestações, como jornalistas e policiais, façam um treinamento específico para saber como atuar nesses eventos.

Para tanto, afirmou que será lançado um manual para padronizar a atuação conjunta desses profissionais. "A ideia é que neste regramento houvesse um capítulo específico sobre proteção de profissionais da área de imprensa, sobre a atuação da polícia com um conjunto de regras para orientar, tanto policiais, quanto jornalistas, sobre como proceder em face a situações onde há conflitos e intervenção da polícia"

Projeto. Sobre o projeto que o governo elabora para tentar diminuir a violência nas manifestações, Cardozo declarou que o texto deve ser encaminhado nos próximos dias. "Até o fim da semana o texto será fechado. Não é uma lei fácil de ser feita. Buscará tratar com rigor abusos, não importa de onde venham, de policiais ou manifestantes. Este projeto será encaminhado com regime de urgência à Câmara e caberá a mim e à ministra Ideli (Salvatti, das Relações Institucionais) dialogar com as lideranças do Congresso Nacional para encaminhar a votação".

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo