MORRE CINEASTA PORTUGUÊS

MEMÓRIA

O Estado de S.Paulo

30 Dezembro 2012 | 02h01

O cineasta português Paulo Rocha, uma das referências do cinema de vanguarda dos anos 1960 de seu país, morreu ontem, aos 77anos, no Porto, em decorrência de complicações de um acidente vascular cerebral (AVC).

Entre seus filmes mais conhecidos estão Os Verdes Anos, de 1963, e A Ilha dos Amores, de 1982. Formado pelo Instituto de Altos Estudos Cinematográficos (IDHEC) de Paris, Rocha foi assistente dos diretores Jean Renoir e Manoel de Oliveira antes de se firmar como realizador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.