Morre enfermeira símbolo do fim da Segunda Guerra Mundial

A ex-enfermeira norte-americana Greta Friedman ficou eternizada com uma foto em que foi beijada pelo marinheiro George Mendonsa durante uma celebração em Nova York

O Estado de S. Paulo, O Estado de S.Paulo

11 Setembro 2016 | 09h56

A ex-enfermeira norte-americana Greta Friedman eternizada em uma foto que a mostra beijando o marinheiro George Mendonsa durante uma celebração em Nova York pelo fim da Segunda Guerra Mundial, morreu aos 92 anos de idade. O anúncio foi feito pelo filho de Friedman, Joshua. As informações são da Agência Ansa.

O marinheiro e a enfermeira estavam na Times Square quando ouviram o anúncio de que o Japão havia se rendido, colocando fim ao maior conflito da história.

Levemente embriagado, Mendonsa saiu comemorando pelas ruas, encontrou uma bela mulher vestida de enfermeira e deu-lhe um beijo cinematográfico. A cena foi registrada pelo fotógrafo Alfred Eisenstaedt, da revista Life, e rodou o mundo.

O detalhe é que Mendonsa e Friedman não se conheciam. O marinheiro, aliás, estava acompanhado de outra mulher, Rita Petry, com quem se casou anos depois. / FONTE: ANSA

Mais conteúdo sobre:
Segunda Guerra Mundial

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.