Napster fornecerá base para serviço de música da AOL

A Napster será a fornecedora exclusiva de serviço de música por assinatura da AOL, que integra o conglomerado de mídia Time Warner, divulgaram as empresas na semana passada. A Napster substituirá o atual serviço AOL Music Now, que tem cerca de 350 mil assinantes pagantes. A AOL está informando aos clientes da Music Now que converterá sua contas para os planos da Napster a menos que não desejem isso. As companhias pretendem completar a transferência de usuários nos próximos 60 dias. A AOL também promoverá a Napster com links em seu site gratuito de música, AOL Music. O acordo dá oportunidade à Napster de expandir sua base de assinantes. A companhia elevou sua previsão trimestral de receitas na semana passada por causa de um aumento acima do esperado no número de clientes. A Napster contratou o banco de investimentos UBS em setembro para explorar uma venda. A empresa, que já foi sinônimo de música online, foi forçada a fechar em julho de 2001 depois de uma série de processos por pirataria e infração de direitos autorais. A companhia de software Roxio comprou a Napster depois disso e relançou o serviço como um site legal em 2003. A Roxio trocou seu próprio nome para Napster e suas ações começaram a ser negociadas em janeiro de 2005. Agora a Napster compete com a loja de música digital da Apple, iTunes, que detém mais de 80% das vendas de download de música nos Estados Unidos.

Agencia Estado,

16 Janeiro 2007 | 12h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.