Napster vê vendas acima do esperado no fim de 2006

O serviço online de músicas Napster elevou nesta quinta-feira sua previsão de receita no último trimestre fiscal, que foi beneficiada por um aumento acima do esperado nas assinaturas. O Napster, que contratou o banco de investimentos UBS em setembro para avaliar a venda da empresa, informou que prevê mais de US$ 28 milhões em receita para o trimestre que terminou em dezembro, com 48 mil novas assinaturas que elevaram o total de usuários pagos a 566 mil. A empresa havia previsto anteriormente receita trimestral de US$ 27 milhões. O presidente-executivo da companhia, Chris Gorog, afirmou que o Napster aumentou de forma significativa sua posição estratégica com a expansão no Japão e com parcerias na telefonia celular. Os assinantes baixaram 500 milhões de músicas e ouviram 700 milhões de canções diretamente da rede do Napster em 2006, segundo a empresa. O serviço de download de músicas compete atualmente com o líder de mercado iTunes, da Apple Computer. O iTunes, que já vendeu 1,5 bilhão de canções desde seu lançamento em 2001, é compatível apenas com o aparelho iPod, cujo sucesso também lhe garantiu a liderança do mercado. Outros serviços online, como o Napster, tiveram que se esforçar nos últimos tempos para competir com o iTunes, já que não são compatíveis com o iPod. A Microsoft foi a última grande empresa a entrar no mercado, com seu ´player´ digital Zune lançado no ano passado para a temporada de fim de ano.

Agencia Estado,

04 Janeiro 2007 | 16h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.