Nasa deve lançar sonda rumo a asteróides no domingo

A Dawn (´Alvorada´) primeiro vai se encontrar com o asteróide Vesta, em 2011

Agencia Estado

06 Julho 2007 | 16h19

A Nasa pretende lançar, neste domingo, 8, uma nave que viajará até o cinturão de asteróides que fica entre Marte e Júpiter, numa missão que envolve encontros com dois dos maiores corpos dessa região do Sistema Solar. Em busca de pistas para a origem do sistema, a nave Dawn ("Alvorada") primeiro vai se encontrar com Vesta e, em seguida, Ceres, asteróide que foi promovido a planeta-anão na mesma decisão que rebaixou Plutão. "Estamos tentando viajar no tempo, assim como no espaço", disse o cientista Christopher Russell, que encabeça a missão. Se a meteorologia permitir, a Dawn deverá decolar na tarde de domingo do Cabo Canaveral, a bordo de um foguete Delta 2. O lançamento marca o ponto alto de uma história tumultuada, em meio à qual a missão chegou a ser cancelada em 2006, por conta de estouros orçamentários e problemas técnicos. No final, a equipe responsável pelo projeto apelou ao diretor da Nasa< Michael Griffin, e a sonda foi ressuscitada. Além disso, Ceres chegou a ser cotado para o status de planeta pleno, antes que a União Astronômica Internacional concordasse com a categoria de planeta-anão. Acredita-se que Vesta e Ceres tenham evoluído em partes distintas do Sistema Solar, há mais de 4,5 bilhões de anos, por volta do mesmo período que viu a formação dos planetas rochosos - Mercúrio, Vênus, Marte e Terra. Cientistas crêem que a gravidade de Júpiter deslocou o material que, de outra forma, poderia ter permitido que os dois corpos crescessem até o tamanho de planetas. Vesta, com 524,6 km de diâmetro, é uma rocha seca e marcada por uma enorme cratera em seu hemisfério sul. Já Ceres, com o dobro do tamanho, tem uma superfície coberta pelo que aprece ser uma crosta de gelo e pode, até mesmo, conter água em seu interior. A Dawn deve chegar a Vesta, sua primeira parada, em 2011.

Mais conteúdo sobre:
dawn ceres vesta nasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.