NEC fará recall de 15 mil PCs por risco de incêndio

A fabricante japonesa NEC anunciou nesta segunda-feira que retirará de circulação 15 mil computadores que correm risco de incêndio, no terceiro caso em um ano no qual grandes marcas japonesas de alta tecnologia revelaram defeitos graves de Fabricação. Dois computadores modelo Valuestar fabricados pela NEC se incendiaram devido a um defeito em um componente próximo à tomada da corrente elétrica. Segundo fontes da empresa citadas pela agência "Kyodo", a empresa teme que o mesmo aconteça com outros produtos da mesma linha. Há dez dias, a empresa de telefonia celular NTT Docomo anunciou a retirada de mais de um milhão de baterias com risco de reaquecimento e explosão fabricadas para os seus aparelhos pela Sanyo GS Soft Energy. O custo da retirada para a Sanyo será de 4 bilhões de ienes (US$ 33 milhões), segundo números do jornal econômico "Nihon Keizai". Recall global Em agosto, a Sony, outro gigante do setor da eletrônica, retirou de circulação 5,9 milhões de baterias para computadores por risco de aquecimento. Este ano, a Sony também sofreu atrasos na produção de alguns componentes importantes para o PlayStation 3 e teve que reduzir o número de unidades previstas para o lançamento, que, em alguns mercados, teve que ser adiado. Analistas do setor atribuem a deterioração do prestígio do rótulo "made in Japan" à intensa concorrência de países rivais, como a Coria do Sul, que obrigam as empresas japonesas a diminuírem o prazo para o desenvolvimento de novos componentes.

Agencia Estado,

18 Dezembro 2006 | 11h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.