Negociações tentam salvar BenQ Mobile na Alemanha

As conversas para salvar da insolvência a unidade alemã de telefonia móvel do grupo de eletrônicos taiwanês BenQ antes do fim do ano continuam, afirmou um porta-voz do administrador da companhia, Martin Prager, nesta quarta-feira. "Martin Praguer ainda está negociando com várias partes interessadas", disse o porta-voz. "Se necessário, ele continuará negociando até 31 de dezembro." A BenQ Mobile pediu em agosto proteção judicial contra falência para suas operações na Alemanha, que correspondem à maior parte da companhia, um ano depois de ter assumido a deficitária unidade de telefonia móvel do grupo industrial alemão Siemens . Cerca de 3 mil empregos estão ameaçados com o processo. O administrador da companhia esteve recentemente envolvido em negociações com investidores financeiros para uma saída para pelo menos parte das operações ameaçadas. A Samsung Electronics, da Coréia do Sul, chegou a mostrar interesse no negócio, mas acabou desistindo.

Agencia Estado,

27 Dezembro 2006 | 15h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.