Nintendo fará ´recall´ de presilhas do Wii

O novo console da Nintendo, o Wii, trouxe uma revolução para os amantes de jogos com seu novo joystick sensível a movimentos, encerrando uma era de sedentarismo eletrônico. Mas não sem deixar vítimas pelo caminho, como dores musculares nos jogadores pouco acostumados com exercício, e também danos materiais, em objetos e aparelhos de TV que são atingidos por controles arremessados inadvertidamente. Uma das causas é que a tira de segurança que acompanha os joysticks não é resistente o suficiente para agüentar o tranco dos gamers mais entusiasmados, o que está levando a empresa japonesa a um inusitado ´recall´ destas tiras: a companhia anunciou que trocará 3,2 milhões destes cordões, equivalentes ao número de controles fabricados e vendidos até o momento. Antes disso, no entanto, jogadores mais previdentes chegaram a improvisar uma segurança extra criando soluções caseiras, usando fios de náilon de linhas de pesca como reforço para a tira que acompanha os controles do Nintendo Wii. As faixas originais, que têm diâmetro de 0,6 milímetro, serão substituídas por faixas com 1 milímetro de diâmetro. E, embora estas tiras sejam baratas, o recall mundial deve custar alguns milhões de dólares à empresa, que não divulgou uma previsão exata do custo do recall das presilhas. Os relatos de Tvs danificadas, no entanto, não afetaram as vendas do console. Segundo dados da empresa de pesquisas NPD Group, consumidores nos EUA já compraram 476 mil unidades do videogame.

Agencia Estado,

15 Dezembro 2006 | 10h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.