Nokia diz que iPhone da Apple é "interessante"

O telefone móvel da Apple, iPhone, é um produto interessante, mas sua meta de vendas não é muito alta, disse Anssi Vanjoki, diretor da unidade multimídia da Nokia, maior fabricante de celulares do mundo. A Apple revelou seu aguardado aparelho na terça-feira, apresentando um dispositivo fino equipado com tela grande sensível a toque. O celular combina funções do player de mídia iPod e mensagens instantâneas. "É um produto interessante, mas não possui alguns recursos essenciais, como terceira geração (3G), que permitiria conexões rápidas de dados", disse Vanjoki, cuja unidade multimídia é uma rival direta da Apple, segundo o jornal de negócios finlandês Taloussanomat. O presidente-executivo da Apple, Steve Jobs, disse que a companhia pode vender 10 milhões de iPhones em 2008. Isso seria cerca de 1% da previsão de vendas de celulares nesse ano. "O objetivo da Apple não é muito alto", disse Vanjoki, de acordo com o diário. O executivo informou que a entrada da Apple na telefonia móvel dará um impulso adicional ao mercado e que o iPhone provou que a estratégia multimídia da Nokia estava correta. "Isto é outra evidência de que estamos no caminho certo desde o princípio", disse Vanjoki. A Nokia informou na semana passada que vendeu cerca de 70 milhões de celulares compatíveis com música digital no ano passado, mas analistas disseram que as vendas de aparelhos da empresa focados em música correspondem apenas a uma pequena parcela desse total.

Agencia Estado,

11 Janeiro 2007 | 09h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.