Novo site dá início a mudanças no 'Link'

Com atualização diária e recursos multimídia, site é a nova área de tecnologia e cultura digital no portal do Estado

da redação,

02 Junho 2009 | 15h21

Nesta terça, 2 de junho, estreia a nova versão do site do Link. A partir das 20h, horário da inauguração, a página passa a substituir a atual seção de tecnologia do Estadão.com.br e concentrará todas as notícias sobre o mundo digital publicadas no portal. Com a novidade, o leitor ganha maior cobertura nas áreas de comportamento, cultura digital e tendências, além de maior interatividade e conteúdo multimídia como vídeos, áudios e infográficos.   "Tornar-se o canal de tecnologia do Estadão.com.br permite que o Link ganhe maior visibilidade", explica o editor do Link, Alexandre Matias. "Queremos que as pessoas percebam que, quando falamos em tecnologia, não estamos falando apenas de aparelhos, mas do que as pessoas fazem com eles. Afinal, nossa área também é cultura digital."   No novo endereço (www.estadao.com.br/link), o leitor terá cobertura 24 horas das principais notícias, além de reportagens especiais discutindo e analisando como as pessoas vivem essa realidade digital, e testes de produtos, que entrarão em primeira mão na internet. Pelos novos recursos multimídia, além de textos, o leitor poderá acompanhar as reportagens em vídeo, áudio e infográficos.   Outra novidade é a interatividade. O Link também irá inaugurar nesta terça sua presença nas principais redes sociais da internet. Estará em Orkut, Twitter, Limão, MySpace, Facebook, Flickr e YouTube. No caso de redes sociais como Orkut e Limão, a equipe irá realizar discussões de pautas com internautas. Já no Twitter, quem seguir o Link irá receber os links rápidos com as principais notícias.   Gostou de alguma reportagem em texto, áudio ou vídeo e quer compartilhar com os amigos? No novo site, o Link integra conteúdo produzido pelos jornalistas à chamada web 2.0, em que o mais importante é a produção coletiva com leitores e usuários. Será possível comentar notícias, avaliá-las e compartilhá-las, com um clique, em sites como Digg, Facebook e Delicious.   Segundo o editor-chefe de Conteúdo Digital do Grupo Estado, Marco Chiaretti, as ferramentas colaborativas serão um balão de ensaio para o portal. "É um laboratório. Vamos testar essa interação no Link. Mas queremos levar para as outras editorias do portal também."   O novo site ganha também o Blog do Link (blogs.estadao.com.br/blogdolink), que reunirá informações sobre música, cinema, entretenimento, equipamentos e comportamento digital de forma mais ágil. Na nova versão do site, a navegação por tags está mais intuitiva e organizada, melhorando a hierarquização de notícias e a busca por determinado conteúdo. O layout também obedece normas de usabilidade e está mais "clean" que o anterior.   O novo site faz parte das várias novidades que virão até outubro, quando o caderno completa cinco anos. O Link deixa de ser apenas um caderno semanal e torna-se uma marca, que se desdobrará em vários produtos. "É uma política do grupo. Como o Paladar, que ganhou site, outros suplementos também estrearão suas páginas. Queremos diversificar o conteúdo do portal", diz Chiaretti.

Mais conteúdo sobre:
Link lançamento Grupo Estado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.