Novo Windows Vista já faz sucesso nos camelôs

Camelôs da Rua Santa Ifigênia, na região central de São Paulo, já estão vendendo, um dia depois do lançamento oficial, todas as versões finais do Windows Vista, o novo sistema operacional para computadores lançado no início da semana pela Microsoft. Os DVDs piratas com o sistema (o Vista não vem em CD) custam R$ 20, mas com um "chorinho" dá para levar até por R$ 12. Nas lojas, o Vista original custa de R$ 499 a R$ 989, em média 8.000% a mais na versão mais cara, a Ultimate Edition, desenvolvida para empresas. Um dos DVDs adquiridos veio com a inscrição "Windos Vista", à caneta. Prestativo, o camelô até deu um cartão com seu celular e "garantia". "Se tiver algum problema ou não funcionar, pode ligar ou voltar aqui", falou. Outros anunciam o "novo Windows" aos gritos. Em menos de cinco minutos, duas pessoas perguntaram pelos DVDs. Há pelo menos quatro meses, os camelôs já vendem as versões anteriores do Vista, que conseguiram na internet antes do lançamento oficial. Agora, ninguém quer dizer quem distribuiu ou como as versões finais chegaram aos DVDs piratas. "A gente arruma de um fornecedor, mas por que você quer saber?", um camelô devolveu a pergunta. Todas as versões do sistema à venda nos camelôs trazem o mesmo número serial, usado para registrar o programa, sinal de que vieram de uma mesma origem, seja uma pessoa ou a internet. Segundo a Microsoft, os DVDs piratas do Windows Vista podem trazer vírus que prejudicam quem tentar instalá-los e ainda podem não fornecer as ferramentas de proteção contra ataques pela internet que as versões originais trazem a quem comprar na loja.

Agencia Estado,

31 Janeiro 2007 | 09h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.