O domínio .xxx será votado novamente na ICANN

Não é a primeira vez que a ICANN (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers ou Corporação Internet para Nomes e Números Designados), responsável pela criação de domínios na Web, abordará a criação dos domínios .XXX. O assunto volta às discussões no início deste ano e, se aprovada sua criação, o novo domínio poderá ser usado por sites com conteúdo adulto. Da última vez em que o assunto foi votado, em 2006, a idéia era que com um domínio específico para materiais eróticos, seria mais fácil criar filtros para impedir, por exemplo, o acesso de crianças a conteúdos indevidos, facilitando as técnicas de filtragem em ferramentas de controle de acesso (administradas pelos pais). Só que a idéia foi rejeitada, graças principalmente ao veto dos conservadores republicanos do governo norte-americano. A ICANN, por sua vez, se defendeu dizendo que a criação do sufixo deveria obedecer a leis vigentes em todo o mundo sobre material de conteúdo erótico, que acabam sendo bem diferentes do que é praticado nos EUA. Desta vez, o domínio pode ser aprovado, e a ICM Registry, empresa por trás da proposta, afirmou que irá criar um sistema de classificação dos conteúdos de sites .xxx e que impedirá a exibição de material de pornografia infantil. Outras precauções incluem regras que impedirão a criação de sites que possam conter nomes sensíveis a outras culturas e religiões (neste início do ano, um site erótico com referências políticas causou polêmica com o governo Tailandês) e procedimentos para evitar o envio de SPAM a partir destas páginas. Desde 2005, grupos organizados tentam convencer a ICANN a criar o domínio .xxx.

Agencia Estado,

11 Janeiro 2007 | 10h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.